Descentralização do RH: maior autonomia e produtividade e simplificação de processos

A ideia e iniciativa de descentralização das funções de RH não é nova, porém, tem ganhado força nos últimos tempos e nunca foi tão necessária. Por quais motivos?

  • Os profissionais de RH nas empresas nunca foram tão requisitados, gerando sobrecarga e desvios de seus objetivos principais e prioritários que é cuidar do Desenvolvimento Pessoal, Profissional e Organizacional dos colaboradores.
  • Os gestores precisam cuidar melhor das questões de RH com sua equipe e das pessoas a quem estão ligados. Isso pode ajudar e muito no cumprimento de metas objetivos de sua área.
  • Os colaboradores têm várias necessidades:
    • Compreender melhor o que a empresa espera de seu trabalho, seus objetivos;
    • O que fazer para melhorar a Ascenção e ter um plano de carreira;
    • Ter acesso rápido as informações ligadas a RH.

A descentralização do RH, nos dias de hoje não é só transferir para os gestores as algumas funções de RH.
Nos dias atuais, onde os colaboradores não estão mais tão próximos fisicamente, é pré-requisito associar descentralização com tecnologia. Tecnologia com acesso simples e rápido às informações através de portais de RH, Smartphones, entre outros.

Sendo assim, quais são os benefícios da Descentralização do RH?

Existem inúmeros benefícios no processo de descentralização do RH:

  • O RH se libera de funções operacionais e passa a ter tempo para cuidar do desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores, bem como pode dedicar mais tempo para a organização, elaborando e analisando indicadores de desempenho e propondo melhorias para as áreas e para a empresa.
  • Os gestores se envolvem em todos os assuntos sobre Gestão de RH com sua equipe, aproximando-os de seus subordinados.
    • As informações de sua equipe estão disponíveis sem ter que depender do RH;
    • Simplificação no ajuste do ponto eletrônico e programação de férias;
  • Os colaboradores terão acesso (na palma da mão) às suas informações através do Portal de RH.
    • Recibo de pagamento
    • Informe de rendimentos
    • Período de férias
    • Atualização de suas informações, dependentes etc.

Imaginamos que grandes empresas já estão bem avançadas neste processo de descentralização, mas muitas delas chegam à Cingo com processos totalmente manuais, em planilhas Excel e comunicação com gestores e colaboradores através de centenas de e-mails.

Com aplicação de políticas internas de descentralização e utilizando ferramentas adequadas como disponibilização de informações através de portais, automação de fluxos de processos com aprovação por alçadas conseguiram aumentar a produtividade da área de RH, aproximar os gestores de suas equipes, melhorando o relacionamento entre os colaboradores.

As decisões por partes dos gestores devem ser tomadas embasada em números, informações on-line (na palma da mão há apenas um clique) a descentralização também envolve analytics, envolve BI, envolve uma gama de informações para que possamos ser assertivos e eficientes.

A descentralização não é um processo simples e rápido. É uma mudança de cultura, mas temos certeza que as empresas que buscam a excelência nos processos empresariais e buscam seu desenvolvimento organizacional tem que passar pelo processo de descentralização do RH.

 

Autor:

CLAUDIO RASO
Executivo de Relacionamento e Atendimento
Celular: 11 94555-3108
E-mail: 
claudio.raso@cingo.com.br
Skype: 
claudio.raso

 

Cingo

Cingo

Produzido pela equipe interna

Redes Sociais:
TwitterFacebookLinkedInYouTube